“…era uma casa portuguesa, com certeza…”

Há tempos queria retomar as minhas andorinhas de parede. Todas essas peças, são modeladas a mão e ocadas.

Adoro essa temática, principalmente por ser um ornamento que tem uma descendência tão ibérica.

Sempre pensei a minha cerâmica, como objeto parietal. Desde o começo, quando iniciei minha produção pós universidade, meus objetos sempre eram para parede. Espero dar asas a crias dessa natureza!

E que elas habitem muitas casas e sejam auspiciosas!

Neto Caju e a sobremesa!!

Já publiquei os modelos de pratos que, elaborei para o restaurante Neto Caju. Vou brincar e dizer que “a melhor parte da festa começa acontecer”…pois é nessa hora que as criações do Chef Paolo Lavezzini e sua equipe começam a surgir …A sobremesa abaixo se chama “Milho, milho, milho” …são 3 texturas diferentes desse ingrediente tão interiorano e latino.

As criações dos Chefs…

O restaurante Neto Caju, fica no hotel Four Seasons em São Paulo.

Hoje vi a bela foto postada pelo Chef do restaurante David Kasparian e não poderia deixar de repostar. Meu último trabalho produzindo louças, foi para este restaurante e as criações começam a brotar…

Muito feliz e agradecida ao Chef Executivo Paolo Lavezzini e sua equipe!

Nova parceria: Neto Caju!

Há tempos não tenho postado diariamente. Um trabalho muito minucioso tomou bastante o meu tempo.Achei que seria interessante, contar um pouco do processo vivido e como cheguei a esses resultados.Depois de muita conversa com o Chef Paolo Lavezzini @paololavezzini e produção de amostras, cheguei a um conjunto de peças feitas para o restaurante Neto(@neto_caju) Gosto, muito dos recortes nos pratos e nas demais peças que faço ( lembrando as copas das árvores que faço com recortes…) mas é muito interessante quando um detalhe, que para mim é estético, ganha uma função para servir a mesa.Tanto, que a primeira peça que apresentei para Paolo foi este bowl recortado da foto.
Ele possui um recorte, que encaixa nas mãos, facilitando seu uso.Não sabia da preocupação de servir o prato com um lado “correto” para a apreciação do cliente. Os elementos que compõe o prato são organizados de maneira harmoniosa, como uma composição pictórica. E a pegada lateral do prato, facilita para a equipe de atendimento servir a composição como foi exatamente elaborada.A partir, deste detalhe as demais peças foram construídas.Agradeço as conversas e paciência do Chef Paolo, fico muito contente com a realização deste trabalho e que venham muitas criações!
Auguri!!\n

\n

As parcerias…

O Medi Kitchen Bar abriu as portas e por aqui, já fiz bastante propaganda. Na troca de estações os chefs lançam um novo cardápio…olhem que lindeza…e claro o prato que chamamos de “Rochedo” é meu.

Parabéns para o Bruno Monreal e sua família!

O Medi funciona no bairro do Tatuapé, Rua Apucarana, 909

I Salão Clodomiro Amazonas

Estou muito feliz de ter sido selecionada pelo I Salão Clodomiro Amazonas. A exposição abre em 19 de outubro encerra em 18 de novembro na Pinacoteca Anderson Fabiano em Taubaté.

A peça é um objeto com o nome
“Sinhozinho – sobre ser mulher e suas oportunidades”

Abaixo a letra da música Carne muito bem interpretada por Elza Soares.. A carne mais barata do mercado
É a carne negra

A carne mais barata do mercado
É a carne negra
Que vai de graça pro presídio
E pára debaixo do plástico
E vai de graça pro sub-emprego
E pros hospitais psiquíatricos

A carne mais barata do mercado
É a carne negra Que fez e faz e faz história
Segurando esse país no braço, meu irmão
O cabra aqui, não se sente revoltado
Porque o revólver já está engatilhado
E o vingador eleito

Mas muito bem intensionado
E esse país vai deixando todo mundo preto
E o cabelo esticado
Mas mesmo assim, ainda guarda o direito
De algum antepassado da cor
Brigar sútilmente por respeito
Brigar bravamente por respeito
Brigar por justiça e por respeito (Pode acreditar)
De algum antepassado da cor
Brigar, brigar, brigar, brigar

A carne mais barata do mercado
É a carne negra, negra, negra, carne negra (Pode acreditar)
A carne negra

#carnenegra #arte #ceramicapatriciahenriques #artecontemporanea #art #reflexao #amadeleite

SPUTNIK a coleção

Completamos 62 anos em 4 de outubro, do primeiro lançamento de satélite realizado pelos russos, dando início a uma corrida espacial.Sputnik lançou seu sinal “beep” que podia ser sintonizado pelo radio na antiga União Soviética. Ficou em orbita por 6 meses …Toda nossa comunicação contemporânea foi semeada por este objeto… afinal satélites recebem e reenviam sinais os tempo todo, facilitando nossa “conexão” com lugares e pessoas longínquas.Pensei nesse nome, não só pelo assunto que gosto, mas para pensar como nos conectamos de verdade. É, também, na mesa, com ref\neições e encontros com os “olhos nos olhos”!Há tempos queria retomar um pouco os trabalhos com linhas mais limpas e até com acabamento de cor mais discreto e até metalizado.Aqui meus primeiros estudos dessa linha SPUTNIK que quero muito estudar!